Carro novo, site velho

Carro novo, site velho

por gestão 0 comentários Você, meu cibernético leitor, deve adorar o cheiro de um carro novo, aquele carro de seus sonhos: a deliciosa maciez de seu amortecedor, seu painel repleto de novos recursos, GPS integrado, Bluetooth, seu potente e silencioso motor com incontáveis de cavalos e infinitas cilindradas, seu design arrojado, enfim, um carro que lhe trará conforto, segurança e status. Por diversas vezes em seminários que ministro, inicio a conversa dessa forma. Todos nós temos um carro dos sonhos, e se tivermos condições para tê-lo, não pensaremos duas vezes. Queremos um carro novo porque ele apresenta qualidades superiores quando comparado com um mais antigo. A experiência e o desempenho são muito melhores do que os de um modelo obsoleto, e quanto maior a distância de tempo entre eles, maior o abismo tecnológico existente. Pensando em termos de marketing, certamente o poder de sedução do primeiro é muito maior, ou seja, tem uma eficácia superior com relação ao último. Pois bem, um site é como um carro! Quanto mais antigo ele for, pior será a sua performance, seu design, a experiência que ele proporciona para que o utiliza enfim, pior o seu poder de sedução. Isso ocorre pelos mesmos motivos do automobilismo, as peças de sites mais leia mais

Novos parâmetros

por gestão 0 comentários Recentemente estava este cibernético colunista visitando alguns sites aleatoriamente escolhidos através do Google. Nessa navegação despretensiosa, coloquei uma palavra-chave qualquer e o que encontrei foi uma vastidão de sites com recursos, navegabilidades e aspectos defasados frente aos avanços tecnológicos que temos acesso atualmente. E o que pude notar é que alguns desses sites não estavam abandonados em algum canto obscuro da Internet, mas sim, recebendo atualizações de conteúdo e eventualmente com algum gadget na tentativa de trazer ares de modernidade ao que estava ultrapassado. Ou seja, em alguns casos, existe a preocupação em lançar material da empresa no ar, mas não observamos o mesmo cuidado com a embalagem utilizada. Sites pesados com visual antigo, parafernálias funcionais, layouts confusos e erros de português em profusão em um universo cada vez mais povoado e, portanto, concorrido, deixa para trás empresas antigas em termos de tecnologia web. Fiquei pensando sobre o porquê de haver tamanha subutilização dessa imensa vitrine para os produtos e serviços oferecidos por diversas empresas, sendo que em muitos casos, sites antigos e com erros denigrem os estabelecimentos, pois demonstra pouco cuidado com a apresentação de seus produtos e serviços, levando ao cliente supor que o mundo real encontra-se em consonância leia mais
Top