Algoritimo comparativo multidimensional ordenado

Algoritimo comparativo multidimensional ordenado

por estatística, gestão 0 comentários

Quando da necessidade de estruturarmos um modelo parametrizador de tomada de decisões, se faz necessário determinar os pesos relativos aos elementos componentes dos grupos originadores, de modo a estabelecer os critérios capazes de criar um modelo que agregue, da melhor forma possível, os valores intrínsecos de todos os agrupamentos primordiais, estabelecendo dessa forma, um instrumento catalisador que tem a possibilidade de ser utilizado como parâmetro de proximidade entre os novos elementos constantes e o modelo em si.

Dessa forma, podemos mensurar a distância existente entre esses elementos que estão sendo sujeitos a comparação e nosso modelo, previamente estabelecido. Essa estrutura parametrizadora tem a possibilidade de retroalimentar todo o sistema comparativo à medida que são inseridos novos componentes no mesmo através de grupos de Inteligência Artificial, uma vez que é possível redefinir suas características tão logo tenhamos um novo elemento originador venha a ser inserido no grupo primordial. Assim, por exemplo, se tivermos o grupo de conjuntos A = {A1; A2; ... ; An}, compostos pela matriz de parâmetros {{a11; a12; ... ; a1n}; {a21; a22; a2n}; ... ; {an1; an2; ... ; ann}}, com seus pesos pré-definidos P = {p1; p2; ... ; pn} gerando o modelo M, contendo os parâmetros leia mais

Psicologia Humanista: uma tentativa de sistematização da denominada terceira força em psicologia

por educação 0 comentários

O termo Humanismo representou no início da Idade Moderna o rompimento com os valores medievais, sendo que a partir do Renascimento (em especial o Humanismo), o foco de visão estava centrado no homem (antropocentrismo) e todas as preocupações estavam voltadas para o ser humano.

Com vista nisso, define-se Psicologia Humanista aquela que resgata essa preocupação a respeito do ser humano, que centra sua atenção nele, que está envolto em um mundo de constantes modificações e perturbações, onde cada vez mais se valoriza o que se tem ou aparenta e não mais o que se é.

A sociedade impinge ao homem um sentimento de liberdade e de possibilidade de ascensão social, o que o leva à “famosa expressão: “sonho americano”: sobre vencer e ser alguém na vida” e a este sentimento que a Psicologia Humanista trás subsídios para demonstrar a dependência dessa transformação baseia-se apenas na vontade individual, a subjetividade, as emoções próprias e particulares e não de um sistema ou grupo de pessoas.

Uma maneira de analisar o objeto de estudo dessa vertente da psicologia nos é trazida por Bergson que separa inteligência de instinto (embora deixando clara a sua complementaridade), sendo que instinto caracterizaria pela faculdade de utilizar leia mais

Business Intelligence e a Gestão Pública Estratégica

por data mining, estatística 1 comentário

Com as estruturas arrecadatórias levantadas e bem definidas, é possível buscar fontes manipuláveis e fiscalizáveis dentro da esfera municipal, a fim de gerar um aumento nas entradas financeiras com vistas na possibilidade de um incremento nos investimentos em prol dos cidadãos. Essas ações de aumento de arrecadação devem ser feitas de forma que o fluxo de capital seja benéfico para o cidadão e consistentes com um plano de desenvolvimento condizente com a realidade do município, sempre à luz de realizações e projetos que justifiquem a entrada extra de capital.

As formas e mecanismos de campanhas de aumento arrecadatório devem ser adotadas em diversas linhas de incentivo, identificando o perfil da população e de seus devedores, elaborando, por exemplo, um estudo de interesse do município (estrutura ABC de dívida, onde é possível identificar os nichos de dívidas para com o município e com o qual existe a possibilidade de levantamento dos focos de interesse no que tange a cobrança (de modo a fugir dos casos em que a cobrança é mais cara estruturalmente e processualmente do que a própria dívida em si).

A administração financeira, aliada a um poderoso arsenal computacional e matemático com a capacidade de estabelecer vínculos e leia mais

As perspectivas da inteligência

por educação 0 comentários O conceito inteligência é caracterizado através de três perspectivas, o inatismo, o empirismo e o construtivismo. O primeiro defende que a inteligência é um dom, uma capacidade, que possuímos desde o nosso nascimento e independe da nossa trajetória pessoal, ou seja, não interessa os esforços ou os ensinamentos que a pessoa experimente, pois sempre terá o mesmo nível de inteligência. Assim sendo, a nossa inteligência independe de nós e dessa forma, o sujeito é considerado passivo, subordinado à sua herança genética. No segundo (o empirismo), o desenvolvimento da inteligência baseia-se no somatório das aprendizagens que o indivíduo tem a possibilidade de experimentar. Nessa visão valoriza-se todas as ações que visem o desenvolvimento da inteligência, baseando-se naquilo que a pessoa conhece e com base nessas informações que há a possibilidade de aprimoramento das relações mentais que esta faz com as informações do mundo que a cerca. Finalmente o terceiro, o construtivismo, tem a visão de que a inteligência é o que possibilita de modo estrutural e funcional nossas relações com os elementos do mundo que nos cerca, ou seja, ela expressa o que podemos compreender e realizar segundo o nosso estágio de desenvolvimento. Nessa visão a inteligência é considerada na perspectiva de autonomia leia mais
Top