Sua empresa tem um site?

Nos últimos anos, percebo que os pequenos e médios empresários começaram a se preocupar de forma mais consistente na estruturação de sua comunicação digital, basicamente criando seus sites e investindo timidamente no Adwords do Google. O ponto negativo é que em conjunto com esses novos sites, encontramos diversas páginas obsoletas criando um universo virtual ainda heterogêneo.

Essa constatação é muito boa para todo o ramo de comércio e serviços, uma vez que demonstra uma tendência na evolução do pensamento do empresário brasileiro frente às novas tecnologias disponíveis, levando para outro nível as relações entre a cadeia produtiva e o consumidor.

Utilizar uma grande vitrine 24 horas, com baixo custo e facilidade de acessos aos clientes, deixou de ser exclusividade de grandes empresas e passou a fazer parte também das preocupações das pequenas e médias.

Vejo que o problema encontra-se na forma que isso vem acontecendo. Desde o início da Internet, algumas pequenas e médias empresas vem se aventurando nesse novo e misterioso mundo virtual. Por não ter capital para contratar grandes agências, essas empresas menores acabaram fechando negócio com profissionais autônomos, que não possuem em sua grande maioria, envergadura técnica e capacidade de relacionamento comercial capaz de atender a todas as demandas inerentes do ramo de desenvolvimento web. Isso quando entregam o serviço contratado…

Essas empresas não vinham encontrando o respaldo necessário para logra êxito em suas empreitadas cibernéticas.

As empresas que ainda não tem um site devem repensar a sua estratégia de marketing, de forma a não perder clientes para a sua concorrência.

As principais vantagens de ter um site para a sua empresa são:

  • Possibilidade de seu marketing impactar seu cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana, gerando negócios mesmo quando a empresa estiver fechada;
  • Baixo custo operacional: com aproximadamente R$500,00 por ano você mantém um site no ar e atualizado;
  • Velocidade de difusão: com uma nova promoção, por exemplo, na mesma hora em que ela é concebida, já está disponível para o seu cliente, não precisando esperar a impressão de material gráfico, acelerando o processo de relacionamento com o cliente;
  • Sua empresa é vista mundialmente gratuitamente;
  • Em seu site você pode explicar com detalhes seus produtos e serviços, detalhando seus pontos fortes, com um material multimídia voltado para seus clientes, fornecedores e colaboradores.
  • Você pode demonstrar os seus diferenciais frente à concorrência (tecnologias, preços, portfólio, carteira de clientes etc.) em diferentes nichos de mercado;
  • Em seu site seus clientes encontram rapidamente seus dados de contato (telefone, email, endereço etc.), impedindo fuga de demanda;
  • Muitos consumidores preferem primeiramente conhecer a empresa e seus produtos/serviços na Internet do que por telefone ou pessoalmente, por conta do aumento na sua capacidade de comparação de preços e qualidades, possibilidade de obter informações detalhadas com tranqüilidade, ou simplesmente timidez;
  • Utilizar o poder de convergência de mídias, trazendo clientes impactados pelas mídias tradicionais para as virtuais, e vice-versa, gerando sinergia;
  • Aproveitar da força das mídias sociais para alavancar visitações e, consequentemente, clientes para seu negócio.

Agora, não basta apenas ter um site, ele tem que ser eficiente, assim como ter uma fachada em sua loja não é garantia de faturamento alto. Essa comunicação precisa ser elegante, precisa e envolvente.

Vejamos alguns cenários:

Cenário 1: A empresa X tem um site que apresenta seus produtos e serviços de forma moderna, dinâmica e eficiente enquanto a empresa Y não tem site, qual delas conseguirá maior interesse de seu cliente, tendo mais chance de fechar negócios?

Cenário 2: A empresa X tem um site que apresenta seus produtos e serviços de forma moderna, dinâmica e eficiente em domínio próprio (www.nomedaempresa.com.br) enquanto a empresa Y também tem um site, mas que está hospedado em um subdomínio (www.hospedagemnaweb.com/nomedaempresa), qual delas conseguirá maior interesse de seu cliente, tendo mais chance de fechar negócios?

Cenário 3: A empresa X tem um site que apresenta seus produtos e serviços de forma moderna, dinâmica e eficiente, enquanto a empresa Y tem um site desenvolvido há 10 anos, com tecnologia e estratégias de comunicação visual obsoletas (GIFs animados, contadores de visitas etc.), qual delas conseguirá maior interesse de seu cliente, tendo mais chance de fechar negócios?

Cenário 4: A empresa X tem um site que apresenta seus produtos e serviços de forma moderna, dinâmica e eficiente, além de receber atualizações freqüentes, enquanto a empresa Y tem um site interessante, mas que ainda apresenta uma “Promoção de Natal” mesmo estando em Julho, qual delas conseguirá maior interesse de seu cliente, tendo mais chance de fechar negócios?

Cenário 5: A empresa X tem um site que apresenta seus produtos e serviços de forma moderna, dinâmica e eficiente, enquanto a empresa Y também tem um site moderno, dinâmico e eficiente, porém com erros de português, qual delas conseguirá maior interesse de seu cliente, tendo mais chance de fechar negócios?

Creio que as nossas respostas sejam as mesmas diante desses cenários. Assim, como conversamos no início desse artigo, é importante ter um site moderno, capaz de alavancar as suas vendas, estando em compasso com a realidade de seus clientes.

E finalmente, como acabamos de ver, temos que tomar cuidado acerca da forma que esse site é feito e mantido, para que não seja gasto dinheiro de forma desnecessária, nem gere um marketing negativo, prejudicando o branding de sua empresa.

Enfim, tomando os devidos cuidados, vale à pena ter um excelente site! Se você não tem, tenha certeza de que seus futuros clientes iriam adorar que tivesse!

 

E vamos aos negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Top