Sua empresa conhece o Haka?

O Haka é o conjunto de danças Maori usadas para diversos fins, entre eles intimidar, desafiar e mostrar desprezo aos rivais através de movimentos fortes, ritmados, viris e irônicos executados em conjunto com palavras de ordem e elevação. Os aborígenes da Nova Zelândia criaram essas danças para que um grupo inteiro possa se expressar em uníssono a fim de transmitir uma mensagem forte e poderosa, trazendo um impacto psicológico severo em quem as executa e em quem as assiste.

Em uma situação de iminente desafio, o Haka é usado na Nova Zelândia para tornar coeso e focado o grupo de combate, potencializando as ações de seus membros e abalando o moral dos rivais com gestos e palavras de ordem. Quando vários fazem a mesma coisa, perdem a sua individualidade (e suas fraquezas) e passam a ser apenas um só, tornando-se um inimigo muito maior que se bem coordenado, passará a ser o conjunto das virtudes de seus componentes e terá como pontos fracos apenas aqueles que perpassarem por todos.

Dentro das empresas, os inimigos e obstáculos são os mais diversos: concorrência, deficiências internas, cenário econômico, metas de crescimento, mudanças de padrão de consumo etc. Tudo isso faz com que o gestor tenha que traçar objetivos bem definidos e coordenar sua equipe para chegar o mais rápido possível neles ou mudar o rumo caso identifique algum erro de análise ou uma mudança repentina no contexto.

Aqui entra a inspiradora dança da terra do Kiwi, onde os líderes aprendem a congregar sua equipe em torno de um ideal e antes da ação, inspirar os seus corações para enfrentar um desafio comum. Dessa forma, acredito que seja possível que o Haka sirva de inspiração para líderes e liderados, que frente a um problema, devam buscar dentro de suas realidades as formas para que possam agir de forma coordenada, mostrando coesão, compromisso e amizade entre absolutamente TODOS os envolvidos.

Tem um obstáculo a superar? Antes de enfrenta-lo, chame sua galera, batam no peito e mostrem a língua para ele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

*

Top