Arquivos do Site

Estatística, uma visão introdutória

por estatística, história 0 comentários

A Estatística é uma ciência que utiliza teorias probabilísticas para explicação de eventos, estudos e experimentos. Tem por objetivo obter, organizar e analisar dados, determinar as correlações que apresentem, tirando delas suas consequências para descrição e explicação do que passou e previsão e organização do futuro.

A Estatística é também uma ciência e prática de desenvolvimento de conhecimento humano através do uso de dados empíricos. Baseia-se na teoria estatística, um ramo da matemática aplicada. Na teoria estatística, a aleatoriedade e incerteza são modeladas pela teoria da probabilidade. Algumas práticas estatísticas incluem, por exemplo, o planejamento, a sumarização e a interpretação de observações. Porque o objetivo da estatística é a produção da "melhor" informação possível a partir dos dados disponíveis, alguns autores sugerem que a estatística é um ramo da teoria da decisão.

Definição

A palavra estatística surge da expressão em Latim statisticum collegium (palestra sobre os assuntos do Estado), de onde surgiu a palavra em língua italiana statista, que significa "homem de estado", ou político, e a palavra alemã Statistik, designando a análise de dados sobre o Estado. A palavra adquiriu um significado de coleta e classificação de dados, no início do século 19.

Nós descrevemos o nosso conhecimento leia mais

Origem do símbolo do Bluetooth

por história 0 comentários A origem do símbolo e do nome do Bluetooth (Dente Azul) está ligada a história de um rei na Dinamarca chamado Harald Blåtand, que viveu no século X e era apaixonado por uma fruta chamada mirtilo (blueberry), uma fruta azulada e muito comum em regiões frias. Por conta desse seu gosto, de tanto comer essa fruta, seus dentes via de regra estavam azulados, alguns dizem até que um deles ficou permanentemente com a cor azul. Quando foi criado o primeiro dispositivo de Bluetooth, ele apresentava uma forma de dente e realmente era azul, mas seu batismo não se deu apenas por causa da coincidência de forma e cor, mas também pelo fato do rei Harald ter sido o unificador de diversos povos da Suécia, Noruega e Dinamarca, da mesma forma que o dispositivo foi desenvolvido para unir diversos tipos de aparelhos eletrônicos e aproximar as pessoas. Com relação ao símbolo, ele representa o brasão de Harald com duas runas, Hagall e Berkanan, sendo as representações de suas leia mais

Origem da arroba e seu uso na informática

por gestão, história 0 comentários A origem da arroba remonta a idade média, onde copistas escreviam livros à mão e para simplificar seus trabalhos, aos moldes da taquigrafia, criavam seus próprios símbolos, entre eles o til (um n estilizado), o “e” comercial “&” (uma abreviação da expressão latina et – um entrelaçamento dessas duas letras), chamado em inglês de ampersand e a arroba “@”. Utilizando o mesmo recurso de entrelaçamento de letras usado no &, o @ representava a preposição latina ad, que significava, entre outros, o sentido de “casa de”. Mesmo depois do advento da imprensa, alguns símbolos copistas permaneceram, como o & e o @, especialmente nas contabilidades. Não raro encontravam-se registros como “5@£2”, que significava 5 unidades ao preço de 2 libras. Nesse período, o símbolo @ já era conhecido, em inglês, como “at” (a ou em). Já no século XIX, os portos catalães (nordeste da Espanha) procuravam imitar os registros do comércio inglês e passou a conhecer o símbolo @. Porém, como desconheciam o sentido que era dado na Inglaterra para ele, imaginavam que pudesse representar uma unidade de peso, uma vez que utilizavam a unidade “arroba” (mais ou menos 15 kg), do árabe “ar-ruba” que significa “a quarta parte” da medida de peso leia mais

A tecnologia e as tragédias – a importância da memória digital

por história 0 comentários Creio que não exista algum brasileiro que ainda não tenha pelo menos ouvido falar na tragédia que devastou algumas cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro. Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo entre outras encontram-se agora por debaixo de escombros, com diversas vidas perdidas e outras tantas arrasadas, tendo que recomeçar, pessoas e cidades, praticamente do zero. Atualmente olhando apenas as fotos e vídeos nos noticiários não é possível ter a real dimensão dos acontecimentos, pois é preciso ter uma base de comparação. Quem morava na região ou a conheceu em alguma visita consegue compreender de fato o que houve, porém a maior parte da população brasileira (e mundial) não poderia ter a dimensão da dor e da perda dos moradores sem a ajuda da memória e do poder de distribuição de informação das fotos que circulam na Internet e das imagens captadas pelo Google Street View. Navegando nessa ferramenta, é possível caminhar virtualmente pelas belas cidades serranas atingidas pelas enchentes e pelos deslizamentos e ver como eram as construções e seus pontos turísticos. Um exemplo disso é a vista da Praça do Suspiro em Nova Friburgo. Veja abaixo fotos de como era essa linda praça: Se essa foto acima permite que tenhamos uma leia mais

História do Google

por história 0 comentários

O Surgimento do Google

A empresa Google Inc. foi fundada em 04 de Setembro de 1998, mas seu projeto começou em Janeiro de 1996 por dois alunos de PhD da Universidade de Stanford, na Califórnia, chamados Larry Page e Sergey Mikhailovich Brin. Clique aqui para ler o trabalho acadêmico elaborado por eles e que foi o marco zero dessa empresa que revolucionou o modo que as pessoas se relacionam com a Internet. Abaixo vemos a primeira tela do Google, quando foi lançado em 1998, perceba que vemos uma página com um design bem simples. Isso aconteceu porque tanto o Lary, quanto o Sergey não sabiam muito sobre HTML, a linguagem para desenhar páginas na web.

O Google surgiu em um momento que a Internet enfrentava uma expansão sem precedentes, com um crescimento desordenado e com métodos de busca de sites extremamente precários, onde a respostas para pesquisas era totalmente insatisfatória, uma vez que retornavam diversas páginas que não tinham qualquer relação com o interesse do usuário. Outros buscadores (ou radares), como o Yahoo!, Altavista, AOL e alguns do Brasil, como o Cadê?  (primeiro site do busca do Brasil em 1995) ou o Radar UOL, retornavam resultados imprecisos e muitas vezes bem diferentes leia mais

O Surgimento da Internet

por história 0 comentários No dia 4 de Outubro de 1957 a União Soviética, em plena Guerra Fria, colocou em órbita o primeiro satélite artificial da história da Humanidade, chamado Sputnik, que permitia a comunicação em sinais de rádio com frequências de 20Mhz e 40Mhz para qualquer pessoa no planeta que possuísse um rádio. Esse avanço soviético ocorreu impulsionado pela corrida tecnológica que se desenrolava na época em contraposição aos EUA. Como reação a esse movimento da URSS, o presidente americano Eisenhower, nesse mesmo Outubro de 1957, criou a ARPA (Advanced Research Project Agency), que tinha como objetivo inicial efetuar pesquisas e desenvolver avanços tecnológicos na área aeroespacial, especialmente no setor de satélites. Como no verão de 1958 foi criada a NASA (National Aeronautics & Space Administration - www.nasa.gov), a agência ARPA perdeu em parte a sua razão de existir, uma vez que surgia um órgão muito mais poderoso politicamente e com um orçamento maior. Dessa maneira, a ARPA teve que modificar o foco de suas atividades, porém apenas três anos depois, em 1961, quando a Universidade da Califórnia (UCLA - www.ucla.edu) recebeu da Força Aérea Americana (USAF) um gigantesco computador da IBM, chamado Q-32, essa mudança ocorreu. Essa nova orientação se deu apontando para leia mais

Apollo 11

por astronomia, história 0 comentários A missão Apollo 11 foi a primeira missão tripulada a pousar na Lua. Foi o vôo espacial humano de número 50 do programa Apollo e a terceira viagem humana à Lua. Lançada em 16 de Julho de 1969, levou o Comandante Neil Alden Armstrong, Piloto do Módulo de Comando Michael Collins e Piloto do Módulo Lunar Edwin Eugene ‘Buzz’ Aldrin Jr. Em 20 de Julho, Armstronge Aldrin se tornaram os primeiros humanos a pousar na Lua, enquanto Collins orbitava acima. A missão atingiu o objetivo do Presidente John F. Kennedy de chegar à Lua até o final dos anos 60. Em um discurso em 1961, ele havia dito – “Eu acredito que essa nação deve se mobilizar para atingir esse objetivo, antes que essa década acabe, de pousar um homem na Lua e retornar com segurança à Terra”. Tripulação Os números em parênteses indicam o número de vôos espaciais de cada integrante e incluindo essa missão. • Neil Alden Armstrong (2) – Comandante • Michael Collins (2) - Piloto do Módulo de Comando • Edwin Eugene ‘Buzz’ Aldrin Jr. (2) - Piloto do Módulo Lunar Equipe Reserva • James Lovell – Comandante • Bill Anders - Piloto do Módulo de Comando • Fred Haise - Piloto do Módulo Lunar Equipe de Apoio • Charles Moss Duke Jr., CAPCOM • Ronald Evans, CAPCOM • Owen leia mais
Top